a melhor forma de

Matrículas abertas

do 6° ao 9° ano
  • 1. Sistema de ensino próprio e inovador

    Resultado de mais de 20 anos de experiência da Fundação Romi em Educação, três aspectos foram considerados na construção da proposta pedagógica: o trabalho por projetos, o trabalho em grupo e o desafio como mola propulsora da motivação dos alunos.

  • 2. Desafios substituem as aulas tradicionais

    O aprendizado se torna interessante, envolvente e interativo. Os alunos gostam da escola, se sentem motivados e desenvolvem competências para o século XXI, como comunicação, empatia e confiança. Eles aprendem a enfrentar desafios e a desenvolver a autoestima e posições de liderança.

  • 3. Pedagogia que valoriza autonomia: o aluno é protagonista do seu aprendizado

    Para aprender, o estudante deve interagir, deixando de ser apenas um receptor de informações para ser também um produtor. No NEI, o aprendizado acontece a partir dos próprios conhecimentos e experiências dos alunos, que com a orientação de professores, são incentivados a buscar, por si mesmos, os recursos necessários para chegarem a uma resposta para o problema abordado.

  • 4. Educação integral, em
    período integral

    A escola apresenta um currículo cuidadosamente estruturado, integrado e diversificado e as oportunidades educativas vão além dos conteúdos compartimentados do currículo tradicional, integrando os saberes numa experiência real de vida.

  • 5. Ampla área verde com espaço e segurança

    A Fundação Romi ocupa um espaço de 50.000 metros quadrados, onde os alunos aprendem em contato com a natureza.

  • 6. Atividades artísticas e culturais

    Através da música, expressão corporal, artes e tecnologia da informação e comunicação os alunos expressam-se mais e melhor, desenvolvem a criatividade, ampliando os horizontes culturais, numa visão do mundo mais sensível e humana.

  • 7. Orientação vocacional e aprovação em vestibulinhos

    Os educadores, através de orientação profissional e vocacional, auxiliam o processo de escolha dos alunos. A cada ano, um maior número de estudantes do 9º ano consegue aprovação em Escolas Técnicas públicas da região, como o COTUCA - Colégio Técnico de Campinas (Unicamp) e o COTIL - Colégio Técnico de Limeira (Unicamp) e as ETECs do Centro Paula Souza. Ainda que esse não seja o objetivo primeiro da escola, nos dois últimos anos foram mais de 60% de aprovações.

  • 8. Um Centro de Documentação Histórica

    O Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi, referência no município e região, faz parte da estrutura da escola, com seu espaço expositivo museológico, um anfiteatro com capacidade para 150 lugares e um acervo de guarda permanente que além de trazer o conhecimento histórico, também cativa o aluno a se interessar pelo seu passado e origens.

  • 9. Formação em valores e cidadania

    Educação acadêmica de alta qualidade unida a um conjunto equilibrado de valores, em um ambiente de respeito, solidariedade e responsabilidade, baseado no melhor dos princípios educacionais, levam os alunos a vivenciar a cidadania no seu dia a dia.

  • 10. 60 anos de história da
    Fundação Romi

    Há quase 60 anos, além do NEI, a instituição desenvolve um trabalho social de suma importância para a cidade de Santa Bárbara d'Oeste e região, como o Centro de Vivência do Desenvolvimento Infantil, que educa crianças de 4 e 5 anos, o Centro de Documentação Histórica, que guarda e preserva a memória do município, e a Estação Cultural, um espaço plural e multicultural, cumprindo assim a missão de promover o desenvolvimento social e humano através da Educação e Cultura.

Preencha o formulário

e saiba mais sobre a matricula!

você tem interesse em quais anos?
Clique abaixo para selecionar
Av. Monte Castelo, 1095,
Jd. Primavera - Santa Bárbara d’Oeste, SP

19 3499.1555
Made with love